Posted on

Trisoft atualiza número e atinge a marca de 5.5 bilhões de garrafas pet reutilizadas

notícia | Trisoft

 

Somente em 2023 cerca de 400 milhões de garrafas foram retiradas da natureza e se tornaram matéria-prima em um processo produtivo 100% sustentável

 

A Trisoft, empresa 100% brasileira com mais de 60 anos de história e referência no setor de sustentabilidade, celebra com orgulho a marca de 5.5 bilhões de garrafas PET retiradas da natureza e transformada em matéria-prima. Reafirmando seu compromisso com a preservação ambiental, a empresa reutilizou 400 milhões de garrafas em 2023. Não utilizando água ou outros aditivos químicos, o processo produtivo da empresa pratica também a logística reversa, reciclando os seus próprios produtos e os transformando em novas soluções.

 

“Compartilhamos esse número com grande satisfação! 5.5 bilhões de garrafas PET foram retiradas da natureza e ressignificadas na produção da Trisoft! Este material não apenas se destaca por sua origem sustentável, mas também desempenha um papel crucial na construção de uma arquitetura cada vez mais consciente e alinhada com as necessidades das cidades. A contribuição das garrafas PET recicladas para esse cenário de sustentabilidade exemplifica nosso compromisso com práticas inovadoras e responsáveis”, descreve Maurício Cohab, CEO da Trisoft.

 

Garrafa PET transformada em matéria prima

Com as soluções acústicas tecnológicas produzidas pela Trisoft, o projeto de home theater ficou ainda melhor. Para impedir a reverberação do som, os baffles e o painel ripado combinaram beleza, funcionalidade e sustentabilidade ao espaço executado pelo arquiteto Danilo Cajaíba por meio de uma única matéria prima: a lã de PET | Projeto Acústico: Audium | Foto: Gabriela Daltro

 

O início desse ciclo produtivo sustentável se dá com a coleta de garrafas PET por catadores, que são enviadas em fardos para reciclagem. Após um processo cuidadoso de seleção, lavagem, moagem e secagem, as garrafas PET se transformam em um produto chamado Flake. Esse material passa então por uma fusão e filtração para eliminar todas as impurezas, sendo bombeado para “chuveiros” com microfuros para determinar a espessura das fibras.

 

O próximo estágio é a transformação das fibras em cabo, mediante um processo de estiragem, termofixação, crimpagem, secagem e corte. Após a secagem, as fibras são embaladas e estão prontas para serem utilizadas na fabricação de soluções como mantas ou painéis para diversas aplicações.

 

Na Trisoft, as fibras são refinadas em véus, cuja sobreposição determina a densidade do produto. Em seguida, o material é termoestabilizado, cortado, embalado e está pronto para sua aplicação.

 

Melhorando as condições acústicas do espaço, os Baffles Trisoft foram instalados no teto e trouxeram personalidade e modernidade. Recomendados para o tratamento acústico em locais de amplas metragens e movimento, como escritórios, saguões de aeroportos e praças de alimentação, os Baffles evitam que os sons reverberem por mais tempo que o necessário e consequentemente diminuem o ruído. Fabricados em lã de pet, os Baffles podem ter a cor, tamanho e formato 100% personalizados de acordo com a necessidade do ambiente. | Projeto: D+E Turnkey | Foto: André Barcellos

 

Além do conforto acústico superior – totalmente atestado e alinhado com as referências da norma NBR 10152 –, os produtos da Trisoft se destacam por diversos outros benefícios como as questões de durabilidade (não sedimentam com o passar do tempo), saúde e atenção para com o meio ambiente por ser 100% reciclável, sustentável e assegurar as propriedades com uma solução atóxica, antialérgica e que não prolifera fungos, bactérias ou mofos.

 

Outro atributo de extrema relevância diz respeito à sua resposta auto extinguível, que na prática entrega sua capacidade de não propagar o fogo em casos de incêndio, índices de toxicidade da fumaça bem abaixo da norma e baixa densidade ótica. Ademais, também contribui por sua facilidade e segurança para a instalação uma vez que não necessita de equipamentos de segurança pessoal (EPI). “A confiança que outros países já depositaram na eficácia do sistema steel frame vem se ampliando no Brasil e é muito importante mostrarmos para o mercado nacional e das Américas itens que revolucionam o método construtivo, como é o caso da nossa Lã de PET Wall”, enfatiza Maurício Cohab, CEO da Trisoft. Além da lã, a empresa conta com outras soluções, como fachadas ventiladas, móveis paramétricos, revestimentos de parede e cobogós, todos produzidos com a lã de PET.

 

fotos | Divulgação

Deixe um comentário

Your email address will not be published.
*
*